14 de jan de 2015

Perdoar...


Eu já falei sobre isso, mas não tem nada de mais falar de novo =) É um tema que gosto de abordar porque sei que tem pessoas que, simplesmente, não conseguem perdoar. 

Não vou contar inteiro o que aconteceu porque é uma coisa muito pessoal, mas recebi um baque muito grande no domingo. Senti uma dor que jamais pensei que sentiria. No dia seguinte, essa dor passou a ser ódio e eu detesto esse sentimento porque me deixa muito pesada, e voltei cansada para casa. De noite senti uma mistura de sentimentos e fui desabafando com uma amiga. Quando me deitei para dormir, fiquei conversando com Deus até pegar no sono. Pedi conforto e que tirasse, do meu coração, esse sentimento ruim que é o ódio. Na manhã seguinte fiz o que sempre faço quando sofro uma decepção: perdoei a pessoa.

Sim, aconteceu no domingo e hoje já perdoei. Por que? Para eu me sentir mais leve, livre, confortável comigo mesma! Eu sempre procuro perdoar rápido. Pode ser ingenuidade da minha parte, mas meio que penso "A pessoa não sabe o que está fazendo!" e pronto!

Algumas pessoas estranham por eu perdoar rápido. Uns dizem que não é verdadeiro e que eu estou apenas me enganando. Essa pessoas me cansam com esse tipo de comentário. Eu perdoo verdadeiramente, sim! E outra, é aquele negócio, eu perdoo, mas não tenho amnésia. A pessoa tem meu perdão, já a confiança são outros quinhentos. 

Como falei no outro post, eu não era assim, eu guardava rancor pra caramba e era horrível! Por causa de um certo acontecimento que pensei "A pessoa tá cagando pra mim e eu tô me sentindo miserável aqui? Ah, não e não mesmo!" e então passei a perdoar. Não é certo eu carregar esse peso sozinha. Apesar dos pesares, eu agradeço a pessoa que me fez passar por isso. Então, obrigada S, por ter feito aquilo comigo! \o/ 
Loucura eu agradecer uma pessoa que me fez mal? Talvez, mas ela fez com que eu me tornasse uma pessoa melhor! Não, não que eu me sinta superior porque aprendi a perdoar, longe disso! Eu sinto que sou uma pessoa melhor da que era antes!

Guardar rancor não leva a nada! Vai só te sugando, te consumindo! Para a pessoa que te magoou não vai afetar em, absolutamente, nada

Com o acontecimento com a S., eu realmente vi que o mais importante é perdoar, já que não fiz nada de errado. Fiquei aborrecida na época? Claro que sim! Fiquei indignada! Maaaas, depois de um tempo ela reconheceu a cagada que fez, só que não teve coragem de vir falar comigo devido a vergonha. 

Meu perdão, meus sentimentos e minhas ações são verdadeiras, então o resto fica na mão da pessoa porque o meu lado eu já fiz! Tudo que é verdadeiro prevalece e uma hora aparece. Se a outra pessoa vai reconhecer, pra mim tanto faz, porque o mais importante é eu estar de bem comigo mesma, deitar a cabeça no travesseiro e conseguir dormir com a consciência limpa, tranquila. 

Para as pessoas que me decepcionam eu nunca desejo o mal, eu quero mais é que elas sejam felizes no caminho em que decidiram seguir! Quero todas as pessoas felizes, assim o mundo fica mais bonito!

7 de jan de 2015

Quero Voltar...


Não sei, às vezes, queria poder arrancar do meu cérebro, à parte que guarda memórias e deixar só a parte pensante, sem o emocional. Era tão mais fácil antes.

Claro que tem suas vantagens e desvantagens, como tudo na vida, mas eu acho que via mais vantagens. Estava propensa a fazer menos merda porque agia só pela razão, essa qual foi traiçoeira e me “abandonou” ¬_¬

Ser um ser só pensante era muito melhor, me trazia bem menos problemas e, consequentemente, menos lágrimas. Era tão bom...

Uma amiga falou que quer que eu mantenha meu emocional e não volte a ser um ser só pensante, que fiquei mais legal depois que fiquei mais “humana” xD

Não sei se um dia voltarei a ser a Yayoi pensante que eu era. Assim como eu, realmente, não sei se quero voltar a ser. Eu adorava ser só pensante, mas era ruim porque as pessoas achavam que eu era de pedra e faziam o que bem entendiam comigo, mas aí entra a vantagem: eu não me chateava tão fácil como agora! Não chorava tão fácil como agora! Só que como, parece, que as pessoas acham que eu sou uma pedra, ainda me destratam como se eu fosse um pedaço de papel.

Hoje em dia, parece que me chateio muito mais fácil do que antes. Ou me dá essa impressão porque nunca tive uma pessoa tão importante... Ou porque fui destratada pela última pessoa que achei que um dia me machucaria...

O pior é que se essa pessoa um dia vier atrás, eu não vou conseguir destratar! Acho que nem ser indiferente... Raiva!

Por enquanto, queria mesmo voltar a ser pensante sem o emocional...

5 de jan de 2015

Fugir é a solução?



Uma coisa que aprendi desde cedo é não fugir das minhas responsabilidades, dos meus problemas. Sempre encarar e enfrentar.

Infelizmente, para algumas pessoas, a primeira e única opção é sempre fugir! Acham que essa é a única saída para tudo. Seja em uma desilusão, briga/ confusão interna. E, ás vezes, acha mais fácil se esconder nos braços de outro alguém.

Não está sabendo lidar com seus problemas? Procure ajuda! Procure aquela pessoa que você sabe que pode sempre confiar. Alguém sempre pode te ajudar, tenha certeza disso. Só que é aquele negócio, a pessoa só pode te ajudar se você quiser, realmente, ser ajudado.

Não adianta se rebelar, ficar revoltad@, descontar em todo mundo a sua frustração, sendo que depende só de você para se resolver. Se está com uma briga interna, tente exteriorizar, mas não fuja! A única pessoa que sabe e pode fazer alguma coisa é você!

Fugir não é a solução para nada. Até porquê vai fugir até onde? Até quando? Uma hora vai ter que encarar, os problemas e responsabilidades não sumirão do nada. Vão bater na sua cara a qualquer hora! E sabe o que é pior? Eles podem estar ainda piores do que quando você começou a fugir.

Então, tente enfrentar e resolver seus problemas antes que você exploda! Dependendo das suas atitudes, você pode acabar perdendo todos seus amigos. Porque você não se machuca sozinh@, machuca todos aqueles que quiseram  ajudar, e você, simplesmente, ignorou, destratou.

Nós bem sabemos que poucas pessoas conseguem perdoar verdadeiramente, então não abuse das pessoas. Se elas querem te ajudar, aceite e não se revolte contra elas. Se você já recebeu o perdão uma vez e desprezou, sinto lhe dizer que dificilmente vai conseguir de novo. Se conseguir, vai ser o perdão, não a confiança e não ter a confiança é uma coisa muito triste. Por isso jamais despreze as pessoas, ok?

E mais uma vez, enfrente seus problemas, bata de frente! Vai doer? Talvez, mas é muito mais digno do que fugir, isso você pode ter certeza! E como eu disse: fugir não leva a nenhum lugar! ;)