21 de mai de 2011

Troy

Hoje, infelizmente, farei um post muito triste... Meu lindo Troy faleceu ontem por decorrencia de uma parada cardíaca.

Semana passada levamos ele ao veterinário porque ele não estava urinando, então o doutor falou que precisava colocar sonda nele. Beleza, sondaram ele direitinho e no dia seguinte fomo buscar ele, só que a doutora que nos entregou ele, não nos avisou que era pra deixar ele com o cone, que serviria pra ele não rasgar a fralda. Sim, ele estava de fralda porque por causa da sonda ele ficaria urinando direto. Pois bem, ele acabou que por forçar e arrancou a sonda e assim machucando o pipizinho. Levamos novamente e o doutor falou que teria que sondar novamente. Sondaram novamente e trouxemos ele pra casa no dia seguinte, isso foi nessa segunda feira. Nos dias seguintes ele não estava querendo se alimentar nem nada e na quinta feira levamos ele novamente porque quando a minha mãe chegou do serviço, ele havia vomitado e estava agonizando. Deixamos ele lá com soro e um outro doutor falou que ia tirar sangue dele para fazer exame. Ontem na hora do almoço minha mãe foi lá visitá-lo e o doutor falou que ele teria que entrar em cirurgia, ela autorizou e tals. Ela me ligou avisando isso e falou que ele estava bem abatido, fraquinho mesmo.

Quando foi umas 17:00hs, minha mãe me ligou falando que o Troy havia tido uma parada cardíaca e faleceu. Nessa mesma hora fui, chorando, até meu pai e pedi para me levar até a clinica. Quando entrei na sala, minha mãe já estava lá chorando muito, o corpinho dele ainda estava quentinho, chorei, logicamente, mas por algum motivo, algo dentro de mim me manteve firme e assim consegui ligar e tomar as devidas providências com a cremação dele.

Minha mãe ficou se culpando pensando se ela não percebeu antes se ele estava ruinzinho, ou poderia ter levado ele logo que ele parou de se alimentar. Falei pra ela não ficar se culpando porque fizemos tudo que estava ao nosso alcance e o Dr. mesmo falou. Minha mãe contou que quando o Dr. ligou, nem ele estava conseguindo falar direito, ele falou que todos na clinica ficaram "chocados" com o acontecimento porque foi tudo muito rápido, foi coisa de 10 dias!! Pelo exame de sangue, o Dr. falou que o rim e o figado dele já não estava mais funcionando.

Doeu vê-lo daquele jeito, sem se mover, com os olhinhos, lindos que só ele tinha, fechados, deitadadinho da maneira que eu sempre detestei. Sempre detestei aquela posição, mas nunca havia presenciado nada, era só por coisa que via em filmes e tals, mas dessa vez eu presencie, toquei nele, beijei suas lindas e fofas patinhas. Minha mãe diz que foi a mesma dor de perder um filho, apesar dela nunca ter perdido a não ser em 2 abortos espontâneos. Eu não chorei tanto na hora, mas desabei em chorar depois que sentei no computador. Minha mãe não queria contar pra minha irmã, mas eu falei que não dava pra ficar escondendo, não dava pra ficar mentindo então logo liguei pra ela e avisei. Logicamente ela chorou também, tá chorando hoje ainda assim como eu, ainda mais que o Troy era dela. Meu pai acho que não chorou, mas acho que meu irmão sim porque escutei daqui do quarto.

Não fui trabalhar hoje, achei que eu conseguiria, mas não consegui. Achei que minha mãe é quem não conseguiria, mas ela foi e eu aqui... Não consegui ainda parar de chorar, mas minha mãe falou para me conformar e que ter ficado em casa, talvez, tenha sido pior. Mas eu não tinha condições de ir hoje, meus olhos estão mais que inchados e minha cabeça não está funcionando direito.

Agora sentimos a casa vazia. Sentimos falta daquela bola de pêlo desfilando pela casa. Sentimos falta daquele fofinho correndo e provocando a Nina. Sentimos falta de dar carinho naqueles pelos fofinhos como algodão. Sentimos falta de escutar ele resmungando, sim ele não miava só resmungava.

Ele sofreu muito nesse período de 10 dias, então acredito que deve ter sido "melhor" que ele se foi. O que dói mais é a possibilidade de que isso pudesse ter sido evitado... u_u

A atenção agora será dobrado com a Nina. Minha mãe falou que isso pode ter sido uma experiência a mais pra mim porque ter animalzinho não é so dar carinho é estar observando o comportamento também.

Nesse tempo que o Troy ficou aqui, ele sabe que foi e continuará a ser muito amado. Ele faleceu sabendo do amor grande que temos por ele. Ele recebeu MUITO amor e carinho aqui em casa.

Um membro da família se foi, mas a nossa vida deve continuar. Tenho certeza que ele está no céu dos gatinhos olhando para nós e sabe que fizemos de tudo que estava ao nosso alcance e que nos perdoou por algo que não percebemos de errado nele.

Troy : 02/ 01/ 2008 - 20/05/ 2011


Descanse em paz meu bebê. Você sabe que nós te amamos muito e que nunca iremos te esquecer. Desculpa por não ter percebido algo de errado com você. Você será pra sempre o nosso eterno Troyzinho, bebezinho da casa.

16 de mai de 2011

u_u


Tô chateada hoje... Meu irmão me deixou chateada logo cedo, tanto é que não estou falando com ele. Por que? Porque eu estava toda empolgada mostrando, pelo computador, os assentos no Ibirapuera para assistir o "Disney On Ice" e ele ficou reclamando que tá caro, sendo que mostrei o de R$ 70,00 que é o central superior. Eu nem falei pra ele pagar nem nada, eu já ia me responsabilizar pra pagar já que eu tive a ideia de ir. Achei ruim com ele, claro.

Semana passada quando fomos comprar a geladeira pra nossa mãe, ele também ficou de mimimi com o preço e eu também achei ruim com ele lá na loja mesmo, mas não na frente da vendedora, claro. Pode ser que seja bobeira minha, mas não gostei que ele ficou reclamando sendo que para uma apresentação eu nem acho caro. Cinema eu acho caro, por isso que quase não tenho ido.

Ah, pôxa, ele tinha que cortar meu barato? Se não quer ir é só falar, não fica reclamando que tá caro... u_u Fiquei realmente muito chateada... É, ando muito emo ultimamente.

Meu gatinho Troy tá dodói, tadinho >_< Dá uma dozinha dele, mas fazer o quê? O pior é a Nina rejeitando ele! Falei que minha gatinha é chatinha!

Bom, por hora é só! Tinha mais uma coisinha para contar só que não vou contar! xD

6 de mai de 2011

Não sei...


Nossa, faz tempo que não posto nada, sem tempo, sem paciência, sem nada pra contar... Tá, eu deveria ter o que contar do RJ, mas não tenho infelizmente. u_u

Por algum motivo, esses dias estou sentindo falta de ter alguém do meu lado, eu nunca senti tanta vontade de ter um namorado, como tenho sentido esses dias. Por que? Não sei, mas gostaria demais de saber. SEi lá, estou me sentindo meio carente e eu detesto me sentir assim >_< Fora o "fantasma" do outro lá que não me deixa em paz! Pelo amor de Deus, o que eu faço? Não tem porque eu ficar pensando nele nem em nada que ele me falou! Por vezes tenho vontade de me jogar embaixo do primeiro caminhão que passa na frente da papelaria!! Apesar que seria melhor se eu pudesse tacar ele porque não seria doloroso, pra mim xD

Sério, cada dia que passa eu fico mais crente de que ninguém vai se interessar por mim e que ficarei sozinha. Não que tenho medo de ficar sozinha, mas é triste saber que nunca ninguém te amou ou vai te amar, além da família claro. Por que isso? Será que sou dura demais? Será que, sem perceber, eu faço algo que faz com que os homens se afastem de mim? Será que sou tão feia assim? Será que não tenho NADA que agrade o sexo oposto? Será que sou fechada demais?

Tantos por quês se passam pela minha cabeça e de nenhum obtenho resposta... Agora estou com uma vontade imensa de chorar, mas não o farei. Vou dormir que assim não tem problema...